Arquivo da tag: renata lins

Algumas anotações sobre “Cat Person”

Teve aquele texto na New Yorker, “Cat Person”, que viralizou loucamente e eu – como de hábito – não entendi por quê. E vou tentar comentar sem ter entendido. Bora ver onde consigo chegar. Vou contar como li o texto, … Continuar lendo

Publicado em sussurros e gemidos | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Amor e jeitos de

Minha mãe achava estudo a coisa mais fina do mundo. Não é. A coisa mais fina do mundo é o sentimento. Aquele dia de noite, o pai fazendo serão, ela falou comigo: “Coitado, até essa hora no serviço pesado”. Arrumou … Continuar lendo

Publicado em relacionamentos | Marcado com , , , , , , | 2 Comentários

O eu que eu não fui

O eu que eu não fui é uma entidade que me acompanha. Uma sombra fugidia. Quase uma lembrança. Alguma melancolia. Um breve piscar de olhos. Que de repente, pronto, passou. Mas está ali e segue estando, esse eu que eu … Continuar lendo

Publicado em alma biscate | Marcado com | 4 Comentários

O Estado e a vida das mulheres

Postei isso achando graça. Poliamor e sensualidade subversiva? Tá lindo! Anarcos de grande inteligência? Cheguem mais. Mas fiz a ressalva: não seguirei a recomendação sobre a descriminalização do aborto. Esta defendo todo dia. Com tristeza, com tenacidade. Há tanto tempo … Continuar lendo

Publicado em biscate de luta, Cultura e Estrutura | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Sobre homens “bananas”

Ou sobre machismo arraigado, tão arraigado que é naturalizado. Pelos próprios homens, para os próprios homens. Machismo, veste estreita, óculos de grau através dos quais são identificados homens “bananas”. Curiosamente, o mesmo termo, duas vezes. Em dois tempos, comentados nos … Continuar lendo

Publicado em Cultura e Estrutura | Marcado com , , , | 2 Comentários

Carreira, sonhos, escolhas

Desde hoje de manhã, essa imagem está circulando pela minha TL no fêicebuque, postado por várias amigas, com comentários entre divertidos e irônicos: Um texto, a meu ver, bem-intencionado, sem dúvida. Que prega a autonomia de “seguir seus sonhos”, ao … Continuar lendo

Publicado em alma biscate, Cultura e Estrutura | Marcado com , , , , , | 6 Comentários

A voz solta no papel

Penetra surdamente no reino das palavras Lá estão os poemas que esperam ser escritos C.D.A. Desde que me entendo por gente, sempre gostei de cantar. Cantar é parte da vida, é trilha dos momentos, é forma de contar a história. … Continuar lendo

Publicado em Cultura e Estrutura | Marcado com , , , | Deixe um comentário