O Mapa Natal do Biscate

MapaBiscateSC

Sol em sagitário, que é pra lembrar que o Biscate tem por trás uma filosofia de vida, uma forma de se apresentar que é um ensinamento, um aprofundamento do olhar. Sagitário é sábio e com ele a gente aprende. Com ele também, signo de fogo, a gente se engaja para ir “ao infinito e além”. Bora? Na casa VIII, casa de submundos e desapegos, de morte e renascimento. Morte de idéias preconcebidas, transmutação em novas formas de pensar.

O ascendente tá em Touro, um dos dois signos regidos por Vênus/Afrodite: o outro é Libra. Mas enquanto a Vênus libriana é esteta, toda elegância, a taurina é a sensual por excelência, a deusa do prazer, do tocar, do encostar, do … biscate, né? O ascendente Touro, de pés no chão fincados na terra, teimosamente, persistentemente, nos lembra que nada do que é do corpo e do reino dos sentidos nos é estranho. Lamber, cheirar, provar, roçar, esfregar-se… verbos taurinos. Biscatemente taurinos.

A lua, essa, é de Virgem: virgem dos pequenos gestos, da delicadeza, dos finos bordados e dos sutis artesanatos. Virgem obreira, exaltando no cotidiano a simplicidade do que é básico. O que é básico pra mim, pra você? Virgem analista, separando o joio do trigo: o que é ser mulher, o que é ser biscate. O que não é. O que quer dizer assumir-se biscate. Lua conjunta a Marte, o deus das batalhas: lutadora. Porque a gente segue gargalhando, mas não é todo dia fácil. Tamos na luta. Marcando posição. Negando, desde o princípio, a falsa dicotomia “biscate X mulher para casar”. Somos biscates pra casar: se quisermos. Se.

Vênus, regente do ascendente, está em Capricórnio, altaneira: lá em cima no céu, quadrada a Júpiter e Saturno. Pra reforçar que é preciso coragem pra seguir viagem quando a noite vem. Que é preciso ter força, é preciso ter graça, é preciso ter gana, sempre. Maria Maria mistura a dor e a alegria. A gente monta a tenda, a gente faz o fogo, a gente se junta, a gente se esquenta e arregaça as mangas: é muito trabalho pela frente ainda, nesse mundão machista de meus deuses. Mas a gente não arrefece: Capricórnio sabe que tijolo com tijolo, num desenho mágico, a gente chega lá. Andando. Sob o sol, andando.

E, pra fechar esse mapa em pinceladas da estrutura essencial, o Meio do Céu: Aquário, por suposto. Aquário, signo da liberdade, das transformações, da fraternidade e das revoluções. Aquário que diz que do nosso jeito é melhor: que não vale forma pronta, molde comprado, feito pra outros e por outros. A gente faz como a gente sente, como a gente intui, como a gente vislumbra. Do nosso biscate jeitinho. Só nosso. Livre. E bagunçando essa festa, à base de gargalhadas.

Do muso Laerte - sugestão da bisca convidada Patrícia Sampaio

Do muso Laerte – sugestão da bisca convidada Patrícia Sampaio

***

Agora, na contagem do “nosso time” fixo, um panorama astral do Biscate, pelos signos solares de cada um:

Peixes -I

Capricórnio -III

Touro -II

Cancer -I

Sagitário -II

Aquário – I

Libra -I

O nosso clube, como visto acima, tem: Sol em Sagitário, Ascendente Touro, Vênus em Capricórnio.

Capricórnio: o signo da Vênus é  que tem mais gente, e nem surpreende… é o da nossa musa inspiradora Ni de Oliveira, e também do bisco Augusto e da Lis.

Lua em Virgem: oposta exatinho ao sol em Peixes da Borboleta Lu, as pernas do projeto. Contraponto e equilíbrio.

Touro (signo do ascendente) e Sagitário (do sol) têm dois cada um: em Touro, a Raquel e eu (Renata Lins); em Sagitário, a Bete Davis e a Silvia Badim.

Libra, o outro domicílio de Vênus, trazendo elegância, ponderação e senso estético para o time, com a Claudia.

Cancer da xará Renata Lima: a casa natural da Lua, o signo que conforta e acolhe, e aconchega.

E  o Aquário da Sara, signo do Meio-do-Céu, lembrando pra todo mundo que a condição da biscatagi é ser livre. Livre de corpo, mas também de alma, aquarianamente.

 

Corpo Livre – autor: Flavio de Oliveira

Sobre Renata Lins

Forasteira. Gosto dessa, com seus subtons de filme de caubói. Forasteira, olhando sempre pro mundo de viés. Tímida e espalhafatosa, apesar de não ser o Caetano. Mulher - e cada vez mais.
Esse post foi publicado em biscatagi é cultura, biscatagi especial, memória biscate, um ano Biscate SC e marcado . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s