O triângulo aponta o caminho

Aviso aos Navegantes:a Renata Lins publicou este post (Meus 50 tons de…) que incendiou a imaginação d@s bisc@s deste nosso querido Club. Decidimos, pois, cada um@ tratar do erotismo como lhe apetece. Inclusos @s convidad@s. Será uma quinzena caliente não lhes parece? 

#Erotismo em Nós
O Triângulo Aponta o Caminho, Niara de Oliveira

Tenho mais facilidade de escrever sobre erotismo ou do erotismo em mim (acho que é a mesma coisa) quando estou solteira (ôpa! spoiler 1). Eu fantasio mais, digo muito mais besteira ao invés de fazer e é assim mesmo, fica muito mais na boca que no sexo em si, é mais pensamento e é mais verbal. Mas o fato de não estar solteira (ôpa! minha alma é da solteirice para sempre, então…) agora não me impede de fantasiar, erotisar e panz… Só diminuiu o ritmo do pensamento e a frequência, enquanto aumentou o ritmo e a frequência da ação. Ainda bem, né? Ui.

Além de andar mais ocupada na cama, ando mais ocupada no trabalho. Peguei um frila na campanha eleitoral (spoiler 2 – meio spoiler, né? mas ninguém precisa saber nomes ou partidos aqui) e passo meus dias com a cabeça ocupada com política e quase todas as noites com o corpo ocupado ou ocupando outro corpo. Enfim… Mas, para alguém que já confessou usar estratégia e ser troska na biscatagem isso não é ruim. Digamos que apenas mudei um pouco o foco, desviei o olhar, a atenção. A sem-vergonhice continua aqui, habitando este corpo e esta mente. Rá!!!

Foi no desenrolar desse trabalho que redescobri a alegria de biscatear no meio da política. Tá, não é biscatagem pra valer, no duro (ai, como eu gostaria de saber de perto da consistência do… bem, deixa pra lá)… É meio que platônico apenas. Atenção, bisc@s: Acabo de inventar a biscatagem platônica! Não sei vocês, mas pra mim erotismo (sem entrar no mérito se é erotismo ou pornografia) precisa de um objeto, de um ser objeto para erotisar.

E o objeto do meu erotismo nesse momento é um candidato, esquerdista e barbudão com uma largura de ombros, amigues, de fazer suspirar. O moço levanta da cadeira quando vai discursar e me leva junto pras alturas. Sabe comé? Ele termina suas intervenções incendiárias dizendo “vamos juntos” e eu sinto vontade de sair correndo na direção dele. Ai, ai… E a bunda? Melhor nem comentar. Já fiz até foto dele de costas. Sabem discurso inflamado? Então… Ele discursa e eu inflamo, molho a calcinha. (spoiler 3)

Dia desses uma colega lá do trabalho (eu trabalho na campanha de outro candidato — spoiler 4) mandou uma foto do barbudão sem camisa. Sério, só penso bobagem desde então. E toda vez que olho a foto imagino um triângulo, com a base explicitando aquela largura toda de ombros e a ponta indicando o caminho da felicidade, que eu imagino deva ser assim… mais inspiradora que todo o resto.

Dá até vontade de perder de vez os limites e lascar um “J’ai envie de toi” (“Tenho vontade de você. Te desejo. Como uma fruta. Pra morder. Pra beliscar. Pra pegar.” — Valeu, Renata!) pro moço.

p.s.1: Qualquer associação da figura do triângulo com o falo não é mera coincidência.

p.s.2: Com tantos spoilers no texto, achei melhor deixar a foto do barbudão esquerdista seminu só no link para não comprometer ninguém. hahahahahahahahahaha

Outros textos da série #Erotismo Em Nós:

Erótico Pornográfico, Bete Davis

Águas Feminnias, Sílvia

Espera, Raquel

Inverno, Perséfone

Sobre Niara de Oliveira

Ardida como pimenta com limão! Jornalista marginal, chaaaaaaata, comunista, libertária, biscate feminista, amante do cinema, "meio intelectual meio de esquerda", xavante, mãe do Calvin, gaúcha de Satolep, avulsa no mundo.
Esse post foi publicado em biscatagi especial, desejos de biscate, erotismoemnós e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

14 respostas para O triângulo aponta o caminho

  1. Vivi Ayres disse:

    Que barba…

  2. Renata Lins (@repimlins) disse:

    hahahahahaha

  3. renatalima91 disse:

    Santamariamãededeus…
    Meninojesusdepraga!
    Benzadeus que homi mais lindo!

  4. Vai ter continuação do tema “biscatagem platônica”. Ah, vai…

  5. O triângulo remete primeiro à vagina, não? Pelo menos foi a ideia que tive antes de começar a ler o texto. Fálico ele fica se virado, com a base para baixo.

  6. bete davis disse:

    ui o barbudão. sou feminista mas….

  7. Carina Trindade disse:

    Nossa… até eu… kkkkk

  8. Biscatagem platônica… identificação total! hahahahahaha

  9. Pingback: Inventário de uma alma rebelde, de bisca |

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s