Letrinhas para borboleta

Minha linda,

você disse que tava com saudade de me ler e eu nem ia escrever hoje. Ia pular. Tô cheia de preguiça, acordei tão cedo… tô com emoções à flor da pele, à flor da terra de uma semana intensa demais pro meu coração vagabundo.

Mas como resistir? Como, se sei tão bem o que é isso, estar longe, estar fora, se sentir forasteira e saber que é por um tempo longo, que agora é de verdade, que a casa vai ter que ser construída de novo…? Como, se a saudade apertou aqui desde que você postou que ia, e eu sei que é besteira, que a gente vai continuar em contato e se falando sempre, mas mesmo assim só de escrever os olhos enchem d’água…?

Aí, borboleta, o de hoje é pra você. Pra você e pra agradecer. A vida é a arte do encontro, já dizia o velho Vina. E você domina essa arte como poucos. Você e sua gargalhada quente. Você e seu abraço que prende e dá vontade de não sair dele nunca mais. Você e suas letrinhas que encantam, que enredam, que fascinam. Sereia de letrinhas. E tão fluida, e tão leve, e tão borboleta pisciana, beijando flores generosamente, um pra você, outro também, mas por que deixar quem está um pouco mais pra lá sem? E toma um beijo soprado, um beijo jogado, um beijo roubado. Que de beijo você gosta que eu sei.

E eu aqui, taurinamente te admiro, sem te invejar por ser tão diferente. Eu aqui dou a base, seguro a onda. Eu e a moça de capricórnio, conhecida como ogra, mas que a gente sabe que é tão doce por dentro. A moça-sapoti. A moça-coco. Basta abrir. A moça-ogra-doçura que mora no coração da gente vai, aos poucos, se estabelecendo e se enraizando em terras cariocas. Tá pertinho.

E você também, tá pertinho. Mesmo que teimosas lágrimas (quer coisa mais clichê que isso? Sorry, li muita Sabrina) escorram ainda. Mas agora tá todo mundo mais perto: a um clique de distância. A gente se vê, a gente se fala, a gente troca letrinhas e sorrisos. Cliques. Tão diferente de antes quando longe era longe “de mesmo”. Quando as cartas demoravam uma infinidade pra ir e pra voltar.

Cartas. Sou boa nisso, sabe. Sempre estive longe de amores. Desde que me entendo por gente. O povo do Recife. Os amigos do Rio. A galera de Genebra. De Cambridge. Os pais em Roma. O pai… no Gabão, no Senegal, na África do Sul, Angola ou Moçambique. Que viajava tanto que muitas vezes eu nem sabia mais onde tava: por aí. E por isso, por causa desse pai nômade que morava no mundo, é que eu bem cedo aprendi que o mundo é a morada da gente. Que a gente vai e volta. Que a gente se encontra logo depois da curva. Que a gente se espia, que a gente se fala, que a gente continua indo.

Se cuida, borboleta. A gente vai se falando. A saudade existe mas a alegria de ter você na vida não se troca por nada: dói mas é bom. Que seja.

Muitos beijos. Vou aí gargalhar contigo dia desses. Que isso também sei fazer.

Sobre Renata Lins

Forasteira. Gosto dessa, com seus subtons de filme de caubói. Forasteira, olhando sempre pro mundo de viés. Tímida e espalhafatosa, apesar de não ser o Caetano. Mulher - e cada vez mais.
Esse post foi publicado em biscatagi séria, uma biscate quer e marcado , . Guardar link permanente.

9 respostas para Letrinhas para borboleta

  1. bete davis disse:

    eu chorei. pq a Lu, essa pessoa maravilhosa que rouba o coração da gente pra sempre tá tão longe e tão perto, a distância de um click. e vai viver novas e lindas aventuras. texto lindo, renata. bjs e tudo de bom, Lu.

  2. ftiagocosta disse:

    Gente, Renata e Luciana assim junto… é demais pro meu coraçãozinho! Fiquei super emocionado! Luciana, reforço as palavras de Renata! Muita sorte tem essa nova terra por desfrutar a delícia do seu sorriso e da sua companhia! Super beijos pra Renata, essa mulher que apaixona com as palavras, e para a Lu, que encanta com esse sorriso!
    Amo vcs!

  3. Tostines… É muito mais fácil ser feliz sendo amada ou mais fácil ser amada sendo feliz? Amei este post por tudo e por tanto, mas, principalmente, porque é gentil, sabendo que eu o queria tanto. Te amo.

  4. Nem sei o que dizer, até porque é difícil escrever com o olho marejado… :,)
    Amo vocês e é uma honra ser citada nesse texto.
    Beijo imenso, Lu e Rê. <3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s