Noite Feliz

“me consola, moço.
Fala uma frase, feita com o meu nome,
Para que ardam os crisântemos
E eu tenha um feliz Natal!…”
Adélia Prado

Ele confere o número, ri um pouco da guirlanda exagerada, toca a campanhia. Ela abre a porta, já nua, não há porque perder tempo em arremedos de sensualidade. Seguem para o quarto sem se tocar, sem um olhar, sem palavras. Ela se deita, ele se ajoelha, ela abre as pernas, ele, a boca. A língua, úmida, percorre a parte interna das coxas, flexível, insistente, curiosa. Um leve arquejo. Ele se inclina mais e a língua encontra os lábios, os grandes, rosados de antecipação. Ele lambe, saliva farta. E sopra, brincalhão, os pelos que ela não depila por birra. Beijos repetidos nos menores lábios. Ela, quente. Ele, constante. Ela, molhada.  A língua brinca em um ritmado vai e vem. Ela puxa a cabeça dele que, com mais vigor, passa a sugá-la. Mais ruídos, gemidos. O cheiro, acre, chega até ela: seu tesão. Ela sente os dedos invadindo-a com força enquanto boca e língua a devoram. A outra mão, na sua bunda, afagando, levantando-a, apertando. Ela mexe o quadril sem ritmo, sem força, já gozando. Soluça. Ele deixa a cabeça entre suas pernas, encostada na buceta, fazendo pressão. Ele deveria levantar, receber, sair. Mas é Natal, poxa, ele pensa, ele pergunta: como é mesmo seu nome? Ela, que arde, sem consolo e sem futuros, nem responde, ajoelha-se – poxa, é Natal – e, pela primeira vez, bota o pau dele na boca. Noite feliz.

Sobre mmerteuil

Eu escolhi a devassidão. Sou senhora do meu corpo e do meu gozo. O primeiro, dou a quem e como quiser. E, apenas, se quiser. O meu gozo, obtenho-o nos corpos alheios e nas palavras que me despem: sedução, vingança, domínio, prazer. Sexo, claro, muito. O que me atrai é o que escondem. O mal dito. As entrelinhas. Entre corpos. Aprendi a ferir mortalmente. E a não abrir mão do meu desejo. Gosto de pensar: depravada, cruel, libertina. Gosto que, quem saiba, não possa dizer. E que, quem pode dizer, não tenha o que falar.
Esse post foi publicado em desejos de biscate, memória biscate, uma biscate quer e marcado , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Noite Feliz

  1. Clara disse:

    “Ma ma oiii”… isso é muito melhor do que peru de Natal…muito melhor…

  2. Uau ! O sexo como uma troca de presentes. Maravilha o texto.

  3. Tamiris disse:

    Muito bom o Texto !

  4. Renata Lins (@repimlins) disse:

    :-)

  5. Jeane Melo disse:

    Esse reveillon promete!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s