Ovos mexidos: utilidade pública

Hoje resolvi prestar um serviço de utilidade pública: aula de culinária. Mas não é qualquer comida, arroz com feijão todo mundo já está acostumado a fazer, são ovos mexidos… E, sim, de utilidade pública, pois tem muita gente fazendo errado por aí! Tem que saber fazer! Não me venham com essa de que é ovo, só bater (não!!!!), jogar lá e deixar esquentar que tá pronto. Bons ovos mexidos vêm acompanhados de outros bons ingredientes e de todo um cuidado e ritual especiais em se fazer… Vão então as dicas e quem adora ter, sempre, os ovos mexidos, não importa e no café, no almoço, no jantar ou no lanchinho da madrugada.

Meus Ovos Mexidos – by Augusto Mozine

Primeiro passo: escolha os ovos. Pode ser ao gosto do freguês/freguesa. Grandes, pequenos, médios, um maior e o outro menor; frescos ou guardados na geladeira, dependendo da sua condição de pessoa comprometida ou não com o supermercado. Mas escolhas bons ovos, não importa se brancos, vermelhos, azuis, de granja, caipiras ou orgânicos, por dentro, são todos amarelos e transparentes.

Segundo passo: cheire os ovos. Claro! Você não vai ficar manuseando, cozinhando e, depois, colocando na boca quaisquer ovos fedorentos. Lave-os, se necessário. Não resolveu? Joga fora. Aspecto é uma coisa muito importante, ovos têm que parecer (e ser) saudáveis.

Terceiro passo: escolha os acompanhamentos. Primeiro o óleo, certo, isso com certeza vai afetar o sabor! Azeite de oliva ou manteiga caem bem, mas não custa nada ter um bom óleo aromático em casa para essas horas, né! Aí, você amigo, você amiga, pode colocar o que mais quiser, quem vai comer é você! Cogumelos para os veganos; um bom e tenro presunto para os preguiçosos; bacon para quem privilegia uma boa gordurinha; linguiça para os tradicionais; frutas secas para os chiques; queijo para os ligeirinhos; bacalhau desfiado para os requintados; e mexilhões, sururus e camarões, para os que comem de tudo…

Quarto passo: o preparo. Pegue sua melhor caçarola, não pense que vai conseguir ovos maravilhosos com uma frigideira amassada e com aquele queimado no fundo. Unte bem com o óleo ou manteiga escolhidos. Coloque os acompanhamentos. Sim, preparar uma boa cama para mexer os seus ovos é o melhor negócio! Então, com delicadeza, pegue os ovos, quebre-os com carinho e os coloque por cima. Isso mesmo, não bata os ovos (pra que machucar?), deixe que eles se espalhem sem pudor pela sua caçarola já toda receptiva e preparada no recheio e aguarde o cozimento. Quando vir que os ovos já estão durinhos é a hora de mexê-los, com calma, nada de afobação, mexer bem os ovos com o cuidado para que eles se dissolvam por todo o seu recheio é um momento de sabedoria. Tá pronto. Tempo de preparo: indefinido, quem vai escolher os acompanhamentos é você… Mas deve durar de 15 a 30 minutos.

Depois? Caia de boca! Chame seu amor, seu bem, sua amiga, seu amigo, sa femme, son homme. Faça um programinha gostoso e ofereça uns ovos mexidos bem incrementados. Pode acompanhar vinho, cerveja, refrigerante, suco e sacanagens (aqueles palitinhos com azeitona, pimentão, presunto e queijo, que se compra no supermercado). Afinal, hoje em dia, não falta ovo disponível na prateleira… Só passa fome que quiser!

Sobre mozzein

Augusto Mozine aka @Mozzein é desses. Desses que chega conquistando espaço. Diz-se por aí que ele não gosta de rótulos, mas nós por aqui dizemos que é cientista social e surrealista. Se você passar quietinho e com atenção, vai ouvi-lo conversando com estátuas enquanto escreve nonsense pra quem quiser… Se espalha entre O Blog que Habito, Pode isso, Nelson? e Hipérbole Política (um segredinho: é um inveterado apaixonado, sofre e aproveita o melhor e o pior que as pessoas estão dispostas a oferecer…).
Esse post foi publicado em receita biscate e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Ovos mexidos: utilidade pública

  1. Ovo mexido é um alimento civilizatório, tem de mexer com delicadeza mesmo, rodeando nas mãos sabendo como por na boca.

  2. Renata Lins disse:

    Ficou linda a receita. Acabei de comer e fiquei com água na boca…. delicadeza é fundamental. E firmeza, também. Eu hoje em dia prefiro quebrar os ovos num recipiente separado. E é isso, é comida-biscate. Quebra qualquer galho… mata qualquer fome… combina com tantos ingredientes…

  3. Deh disse:

    Aah, se eu gostasse de ovo… 😉

  4. Charles Ivan disse:

    adorei , passando por aqui li e gostei de tudo por isso vou enviar um texto que escrevi para um jornal do Rio que foi muito comentado , valeu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s