Como é o corpo de uma biscate?

Ela sai do banho e evita o espelho. A relação entre eles nunca foi das melhores porque ela não gosta do que ele lhe mostra. Minto. Ela não gosta do que enxergava através dele. Tudo isso sem  entender muito bem o  porquê. Ou entende, mas talvez só entender não seja o suficiente.

Clara está chegando aos 30. Sempre foi uma mulher muito inteligente, divertida e independente. É também muito bonita – dizem. Mas, aos olhos dela, nada disso importa – para ninguém! – por conta do seu peso. Ser gorda, para ela (e para muita gente que reproduz preconceitos, infelizmente) tira todo o brilho de suas virtudes. E como isso a faz infeliz…

A história de Clara não lhe é familiar? Não parece que você já ouviu isso antes?

Pois é. Essa coisa de padrão de beleza é mesmo de doer porque quase sempre, é inatingível para a maioria das pessoas. Justamente por ser um padrão, ele não permite diversidade. Ele diz que se você não tiver um cabelo “tipo x” ou uma bunda “tipo y”, você não será bem vista. Isso existe também para o homem? Certamente. Mas para a mulher, equivale a uma obrigação: ser bonita e jovem. Uma “beleza” que se encaixe no que a maioria acha que é belo.

É Clara a culpada pela sua não-aceitação? Ou o conjunto mídia + sociedade + moda + certos tipos de médicos desumanos + nós mesmos não contribuímos para isso?

Não é fácil mostrar para essa maioria o quanto a diversidade de corpos, de cabelos e de peles é linda. É algo que talvez leve muito tempo para que compreendam. Enquanto isso, torço para que Clara e tantas outras se sintam bem com elas mesmas, do jeitinho que são.

Afinal, como é o corpo de uma biscate? As respostas são muitas. Mas com certeza, não são e nem nunca serão iguais.

Sobre Cláudia Gavenas

Paulistana, 26. Designer, gateira, feminista e musical. Meio perdida na vida, mas não tem certeza se realmente quer se encontrar...
Esse post foi publicado em biscatagi, biscatagi séria, uma biscate quer e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

15 respostas para Como é o corpo de uma biscate?

  1. Guilherme disse:

    Texto muito bom e que reflete muito bem a realidade do mundo. Sempre é muito dificil lutar contra conceitos que nos apresentam desde pequenos. Mas sempre vale lembrar ou tentar mostrar para as pessoas que não existe só um belo.

    • Cláudia disse:

      Obrigada pelo comentário, Guilherme. Tentar mostrar para as pessoas que o conceito de beleza não é unilateral é bem difícil, mas façamos nossa parte. Ou pelo menos tentemos nos aceitar como somos.

      Grande abraço!

  2. Amanda Montenegro disse:

    Padrão é tudo que uma biscate não quer e não segue

  3. Mariazinha disse:

    Padrão é o que as biscates não se incomodam em seguir, mas chegar neste ponto verdadeiramente, sem nenhuma culpa ou abalo na autoestima dá um trabalhão.

    Eu sou como a Clara: bonita, inteligente, divertida e cheia de amigos. Porém gordinha para os padrões da sociedade (visto 38-42), o que me dá crises de culpa terrível e de vez em quando me leva a fazer dietas absurdas (apesar de nunca ter me feito recusar um chopinho, rs). A minha autoestima é alta, mas a relação com o espelho é muito complexa e oscilante.

    Vida de biscate não é fácil porque não é moleza ignorar os padrões sociais e simplesmente ser o que quisermos. Vale a pena? Sim, mas valer a pena não quer dizer que seja fácil.

    • Para tudo! 38-42 é gordinha? sério mesmo? quem veste 46 é o quê? eu nunca usei menos que 42, tenho quadril, rs.

    • Cláudia disse:

      Mariazinha, eu uso entre 40 e 42, tenho um quadril super largo e já me acharam gordinha. Já me preocupei muito com isso (fazia exercícios em função disso e não para a minha saúde ou bem-estar. Demorou, foi difícil ao extremo mesmo. Mas um dia consegui. E espero continuar assim por um bom tempo.

      Grande abraço!

      • Mariazinha disse:

        Meninas, eu sei que regra geral manequim 38-42 não é uma mulher gorda, é a típica cheinha (sempre fui), mas moro no Rio de Janeiro, cidade em que o culto ao corpo é maximizado. A pressão pelo corpo malhado parece ser maior aqui.
        Cláudia, eu ainda quero chegar nesse ponto de aceitação do corpo estável. Me acho bela, adoro as minhas curvas, mas me “torturo” pela minha barriga. Um dia eu chego lá…

  4. Viviane disse:

    Eu me vi na Clara, apesar de não ser gordinha, tenho aqueles pneuzinhos, celulites e estrias da vida o que faz com que meu relacionamento comigo mesma não seja dos melhores. Mas estou na luta para aceitar meu corpo e amá-lo com a personalidade que ele tem. Certa feita vi uma foto da Simone de Beauvoir peladinha, linda,. cheia de curvas, quadril largo. Vixe, me achei! Pensei é preciso mais que curvas para se sentir atraente e na realidade sê-lo. Hoje em dia já gosto de minhas curvas, minhas linhas, meu corpo. Sou cheia de charme!

    • Cláudia disse:

      Certamente, Viviane. Aceite e ame suas curvas porque elas são parte de você, são SUAS e constituem a sua beleza. Ame-se muito também, porque a auto-estima tem um efeito muito mais evidente do que qualquer cosmético.

      Grande abraço!

  5. Sueli disse:

    Esse é o tema que mais me toca: aceitação do corpo. Demorei muito para não cobrar tanto de mim. E usar 42 pra uma pessoa que mede 1,54 é um crime para os padrões. Mas eu no “peso ideal” fico com cara de doente e sinto meus ossinhos da bunda quando sento. Como lidar com isso?

    • Cláudia disse:

      Imagino, Sueli. Para você ter uma idéia, tenho 1.67m e já cheguei a pesar 46 kg. Era magérrima, esquálida. Aí, depois de um tempo, engordei quase 20 kg e fiquei com sobrepeso. Pense em como foi difícil me aceitar e ser feliz comigo mesma? É uma luta constante, da qual não podemos desistir.

      Grande abraço!

  6. Pingback: Quiz Biscate |

  7. Douglas disse:

    Eu amo uma biscate

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s