Uma Biscate Incomoda Muita Gente

Biscatagem e moralismo são incompatíveis. Moralismo se incomoda com a biscatagem. Moralismo significa uma aplicação de limitações e regras de conduta – sobretudo em relação ao próprio corpo – que reivindicam uma forma de agir “mais iluminada”, “correta”, tolhendo a diversidade das pessoas e das ações humanas em seus mais variados aspectos. Biscatagem é o oposto. A regra da biscatagem é não ter regra. Biscatagem é o querer. É o fazer sempre consigo mesma e jamais com outrem.

Outrem geralmente, não sendo biscates, não tratam-nos assim.


Cruze as pernas. Tire os pelos. Vista branco. Não transe. Transe. Só transe. Ame. Não se apaixone. Controle. Reprima. Solte. Imperativos e mais imperativos.

A biscatagem vai ainda além. Provoca o moralismo porque se trata essencialmente também de sexo. Moralismo de direita, de esquerda, moralismo que se reivindica feminista, moralismo que se reivindica conservador, religioso, enfim. Todinhos eles se incomodam com a conduta sexual das mulheres de todos os tipos. Já que nós biscates damos é risada de suas regrinhas, acabamos por incomodar ainda mais.


Difícil é ser livre com a sexualidade, seja de si, seja dos outros.

A biscatagem é desejar, essencialmente, a diversidade. Mesmo quando ela nos incomoda.

[e as tirinhas foram especialmente escolhidas, de uma autora biscate que tem incomodado bastante: Laerte]

Sobre Marília Moscou

socióloga, escritora, poeta, comunista, feminista, bissexual, não-monogâmica (ou anti-monogamia?)
Esse post foi publicado em biscatagi especial, memória biscate, uma biscate quer e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Uma Biscate Incomoda Muita Gente

  1. Amei!

    Na verdade, estou a cada dia mais apaixonada por esse blog!!

  2. Cássia disse:

    Lendo e aprendendo. Que feliz…

  3. marianafelippe disse:

    Muito bom, Má!

  4. Amanda Montenegro disse:

    ahahah shooow

  5. Anne disse:

    Concordo em especial com o “difícil é ser livre com a sexualidade . . .”.
    Perfeito.

  6. Mari Andrades disse:

    Adoooooro provocar os moralismos!!!

  7. Paula disse:

    E como tem gente moralista, né? Vida de biscate é tão mais interessante que todo mundo quer cuidar! hahaha

  8. Pingback: Bispos, sexo morno e os “bem-amados”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s